quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Passadores de nível


O título pode não ser muito esclarecedor, mas acho que é um termo que é adequado ao estatuto que algumas pessoas tinham e que que era um estatuto de elevada consideração.

Pois é, queria hoje relembrar uma qualidade que em jovem (bem, mais jovem, acho que ainda não estou fora de validade) era bastante apreciada e nos granjeava uma reputação invejável.

Primeiro era nas salas de jogos e cafés e depois em casa nas consolas da moda e basicamente consistia em ser "especialista" a passar determinados níveis de um jogo mais difícil, ou adversários que requeressem uma técnica especial, ou conduzir num determinado piso... enfim, consistia em "passar o nível" ao gajo que estava a jogar e não o conseguia fazer.

Imaginem a cena, hora de almoço, meia turma junto a uma máquina, um gajo mete uma moeda, vai jogando e passando alguns níveis até que chega à parte em que entrega os comandos ao "especialista"... ao gajo do grupo que sabe como passar aquele nível, por vezes o único que nunca se consegue passar sózinho e sem o qual não podemos atingir o fim do jogo... para quem jogou (ou ainda joga) Puzzle Bubble, pensem no nível 8 e ficam com uma ideia do que estou a falar. Passado o 8, é sempre a abrir... pelo menos até ao 16 ;)

Na verdade, dependendo do jogo havia um especialista diferente, raramente se encontrava alguém com as qualidades necessárias para vários jogos, pelo menos não em simultâneo...
E não era qualquer um que se apelidava de "passador", era preciso conquistar esse estatuto, porque se vou entregar o destino da minha jogada (e o meu dinheiro) a alguém, tenho de ter algumas garantias de sucesso... porque senão, arriscar por arriscar, é preferível ser eu a perder!

Havia também outra maneira de elevar o estatuto na comunidade dos jogadores, descobrindo truques, atalhos, golpes especiais.

Isso é que eram grandes tempos... grandes jogadas...

Hoje em dia, substituiram as casas de jogos por cyber cafés, já não há grupos de amigos, agora são "clãs" e andam aos saltos e aos tiros com fones e micros tipo Marta da OK teleseguro, grunhindo ordens e termos imperceptíveis para o comum dos mortais... Temos ainda cracks, cheats e walkthrougs por tudo quanto é página na net e já qualquer um acaba o jogo, basta sacar o mapa da net e a lista de teclas para as vidas eternas e balas bombásticas...

Agarrem mas é juízo, desportos de equipa é para se jogar frente a frente, canela com canela, não é sentado frente a um monitor a comer chocapic às 2h da manhã!



DICA DO DIA: Para os saudosistas, passem por alguns destes sites ou outros parecidos pois vão encontrar emuladores para poder jogar alguns desses grandes clássicos que nos ficaram na memória...

4 comentários:

Anónimo disse...

A avaliar pelo fato de treino do menino da foto, eu diria q estará mais perto de ser um passador...de droga! ;)

zeperdi disse...

João, basta seleccionares a opção "Outro" para saíres do anonimato...a preguiça é f0$#"@...
Passadores...até hoje só conhecia os de droga... :)

Anónimo disse...

estavas a falar que se substituiu as casas de jogos por cyber cafes e o que se passa é que até os cyber cafes estão a acabar

Xupas!! disse...

Eu ainda conheço os passadores do leite!! LOOOOOOOL