segunda-feira, 28 de maio de 2007

Maldita Ressaca

Porra, estou sentado há apenas 2 horas em frente ao PC e já tenho os olhos a arder como se estivesse a 2 cm daquelas boas velhas TV's cuja imagem não parava de tremelicar...

A razão? Fim de semana muito violento... na 6ª lá fomos fazer um Raid à IV Feira do Tremoço e estranhamente quase não encontrámos tremoços!!! Estavam lá uns poucos na tasquinha de Cadima, mas mais salgados que o mar da Tocha!

Fomos roubados à descarada na tasquinha dos casaleiros e safou-se a noite pelas Super Bock's do Doutor. Mesmo assim, deu para chegar a casa já sem precisar das luzes do carro acesas...

No dia seguinte, ou melhor, passadas 4 horas, já estava de pé a preparar-me para ir ao casamento dos papaluas ourives.

Ora, como bom casamento na região, tem de ter muita comida e muita, muita bebida e uma data de pessoal fixe para que não bebamos sozinhos... e assim foi.

Logo à saída da Igreja, e às portas mesmo do cemitério, sai um Martini Rosso com Trina de laranja, não fica tão bom como com Vodka, mas também desce bem, sobretudo se tiver um dose abusada de Martini e estivermos ao sol à espera que os noivos tirem as fotos todas dentro da Igreja.

Passada a fase do buzinão pelo caminho até à quinta, chega à parte do empaturranço... não sem antes emborcar um Favaios com gelo, um Martini Bianco com limão e um Martini Rosso com cerveja... só naquela, para que as entradas escorregassem bem.

Refeição, blah, blah, blah, vinho verde pr' aqui, vinho verde pr' ali, espumante (e não champanhe como se costuma dizer) para o leitão. Voltinha pelas mesas dos amigos que embora devesse estar ao lado da minha foi trocada por uns fdp que acharam que eram mais espertos do que os outros e que ninguém ia notar!!! Mais uns verdes, café e beirão... alguns começam a abandonar as mesas para ir dançar, nós achámos que estávamos bem onde estávamos e enquanto nos fossem renovando as garrafas, não precisávamos de sair do lugar.

Já estava a ficar com um buraquinho disponível no estômago e alguém sugeriu que abatêssemos uma travessa de camarão... vai buscar que alguém há-de trazer cerveja. Dito e feito e mais uns ingredientes para a mistura...

O domingo acordou enevoado -pelo menos foi assim que o vi- e pouco tempo depois já estava a pequen'almoçar um Martini com gelo e limão. Depois de outro mas agora com cerveja passou-se então a um almoço ligeiro, e uns finitos para aconchegar.

Decidi ter uma tarde tranquila e ir ver a filhota do B'lhau de 4 meses e ele decide dar-me a "provar" uma Jeropiga (ou jurpiga como se diz por cá) com um copo cheio...

Resultado geral: um fim-de-semana muito bom, mas uma semana muito dura... e ainda hoje é só segunda!

1 comentário:

zeperdi disse...

Elas não matam mas apoquentam.... :)